segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

MILHO VERDE - MG



Atualmente há duas versões sobre a história de Milho Verde. Uma delas conta sobre a passagem de bandeirantes na região, quando em certo momento alguns deles com fome pararam na casa de um habitante local. Este habitante, Sr. Modesto, ofereceu-lhes abrigo e a única coisa que tinha como alimento: milho verde
Em outra versão, contam que apareceu por volta de 1711 na região um português natural da Província do Ninho. Seu nome, Rodrigues Milho Verde. Este português veio à procura de ouro e diamante, abundantes nas regiões próximas. Através dele várias pessoas vieram com o mesmo objetivo formando assim o povoado.
A primeira denominação dada foi Arraial de Nossa Senhora dos Prazeres de Milho Verde do Serro Frio. Este nome foi devido a Nossa Senhora dos Prazeres ser a padroeira do arraial, Milho Verde o nome do seu fundador e Serro Frio pelo fato do arraial estar localizado em Santo Antônio do Bom Retiro do Serro Frio, atual cidade do Serro.
Em 9 de julho de 1868 foi oficialmente elevada a distrito desta cidade.
Historicamente a vila foi ocupada por garimpeiros atrás de ouro e, posteriormente, de diamantes. Passado esse período, de acordo com relatos de visitantes, Milho Verde viveu um período de extremo abandono.
No início do século XX os garimpeiros retornam e desta vez com auxílio de dragas e bombas. Os danos à natureza são rios que tiveram seus cursos desviados, seus cascalhos revirados, tudo para atender à cobiça dos exploradores. Finalmente a mineração no lugar foi proibida. A pecuária, a agricultura de subsistência e também a colheita de flores sempre-vivas passaram a ser as atividades de quem permaneceu na cidade (que servia também de parada para tropeiros).

A antiga vila de mineração talvez estivesse condenada ao desinteresse se não fosse
descoberta como destino turístico.
O passado de abandono e esquecimento foi um importante aliado na preservação das características do povoado e de sua gente simples e hospitaleira.
Milho Verde hoje conta com um lindo cenário turístico, rico em cachoeiras, que atrai turistas de todas as partes do país.










CACHOEIRAS



Cachoeira do Carijó


Situada a 3 km de Milho Verde, a Cachoeira do Carijó tem 8m de queda e possui um grande poço com água limpa. Ideal para banho, seu acesso é feito seguindo a estrada principal de Milho Verde, no sentido Milho Verde - Serro.
Distancia do distrito: 3 km aprox.
Como chegar: De carro ou a pé pela estrada Milho Verde - Serro. Placa indicativa na estrada. Está localizada a 1 km depois da entrada para Cachoeira do Moinho.




Cachoeira do Moinho



Uma das maiores e mais belas da região. Seu nome é devido à existência de dois moinhos antigos, utilizados para transformar milho em fubá. Esta cachoeira está bem próxima ao distrito. São aproximadamente 2 km. Possui ótimos poços com água cristalina, perfeitos para banho. Descendo há duas grandes quedas que mais a frente formam o Rio Jequitinhonha. Possui um bar que funciona quando há maior fluxo de turistas.
Distância do distrito: 2 km aprox.
Como chegar: Carro ou a pé pela estrada Milho Verde - Serro. Placa indicativa na estrada.





Lajeado



Um platô que corre na chapada da cidade com diversos poços rasos de águas cristalinas formando mais à frente três quedas. O visual da trilha mostra uma paisagem magnífica. Os poços pelo caminho são rasos e possuem muita areia branca, o que torna o local apropriado inclusive para crianças. Ao todo são aproximadamente 4 km de trilha, tendo seu início nas proximidades do distrito.
Distancia do distrito: 4 KM aprox. de trilhas até as quedas.


Pôr do Sol no Lajeado







Ao percorrer as trilhas no lajeado, você se depara com maravilhas:





Dentre essas cachoeiras, também são visitadas as cachoeiras:


Cachoeira do Baú
Está localizada a cerca de 8 km de Milho Verde. Belíssima cachoeira com um poço médio, em terreno de aclive acentuado. Este nome se refere a um quilombo que ficava muito próximo.

Cachoeira Arco-Íris
Seu nome tem origem no arco-íris que se forma em suas quedas. É uma cachoeira
que durante a estiagem fica quase seca.

Cachoeira Campo Alegre
Cachoeira composta por várias outras pequenas quedas, em meio às pedras do mesmo rio, fica distante 8 km do centro da cidade, por uma trilha que fazia parte dos caminhos usados, em
tempos idos, para deslocamento de tropas.

Cachoeira do Ausente
Está localizada num lugarejo, de população predominantemente negra, chamado Ausente. Localizada a 6 km de Milho Verde, tem pequenas piscinas naturais de águas cristalinas.

Cachoeira do Canela
Distante uma hora de caminhada esta cachoeira apresenta queda de quase dez metros e forma um poço de água fria e cristalina. De pouca visitação, e talvez por isso de mata ciliar bem conservada.

Cachoeira dos Macacos
Localizada na Fazenda dos Macacos, tem águas frias e cristalinas.
Está próxima à Cachoeira do Piolho e do rio Jequitinhonha.



ATRAÇÕES


ARMAZÉM

No dicionário a palavra armazém significa: "casa grande onde se guardam mercadorias". Em Milho Verde ARMAZÉM significa: uma mala velha dependurada na porta; lugar onde se guarda lembranças do passado, devido a sua decoração contendo peças de até 200 anos; o único lugar que a ARMA é ZEN; é alegria; é dança, sorrisos, música, cultura, e...
Variados tira-gostos tendo como predileção a batata frita ao alho, a cerveja mais gelada da região e o maior acervo de cachaça curtidas com frutas, folha, raiz, bichos e a purinha também.
O ARMAZÉM também é um espaço aberto para exposições, onde no momento encontra-se expostos os estandartes do artista plástico Marcelo Brant.






BAR NO MEIO DO CAMINHO


Agora em Milho Verde existe uma nova opção para você curtir o dia e a noite. É só parar "no meio do caminho" e viajar no belo astral oferecido pelo bar No Meio do Caminho.
Não perca seu tempo, viaje no tempo com a variedade de relógios exóticos (alguns montados pelo próprio Paulinho) que ornamentam as paredes e frases decorativas por todo canto.
Além do mais, o bar No Meio do Caminho conserva a receptividade do povo de Milho Verde, os tira-gostos dos melhores e a cerveja, estupidamente.
A história do bar você precisa ouvir, já que Paulinho, o proprietário, já foi sócio do ARMAZÉM e tem muita coisa pra contar...
Quem conhece o bar já sabe... Quem conhece o Paulinho (dono), muito mais.








POUSADA INDICADA


LUAR DO ROSÁRIO


No coração de Milho Verde, a POUSADA LUAR DO ROSÁRIO está em frente à Igrejinha do Rosário, cartão postal da Estrada Real.

A lua cheia nasce por detrás da Igrejinha e, do jardim, pode-se apreciar o belo Luar do Rosário.

SUÍTES amplas e confortáveis, com varanda e rede, linda vista para o pôr do sol, para a lua, para a Igrejinha do Rosário ou para o jardim.

(http://luardorosario.com/)











IGREJA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO


Construída no ponto mais alto da cidade, em uma colina onde se avista um horizonte cercado de montanhas, esta igrejinha é um dos principais cartões postais de Milho Verde. A fachada é chanfrada com uma torre central, ligeiramente elevada, e sua porta possui uma janela encimada rasgada por inteiro e protegida por balaústres. Sua estrutura é muito simples, feita a base de madeira e barro, apresentando diversos vãos, de vergas indicando possíveis reformas feitas ao longo do tempo. Devido as suas características, atribui-se aos negros livres e escravos da região a sua edificação no século XIX.








 COMO CHEGAR???



Localizada a 344 km de Belo Horizonte, o distrito de Milho Verde possui acesso através da cidade de Serro (26 km) e da cidade de Diamantina (52 km).
Confira abaixo as principais distâncias:

A Viação Serro e Saritur operam linhas de ônibus que fazem o trajeto Belo Horizonte - Serro, com saídas diárias.
No Serro existe um ônibus local que faz o trecho Serro – Milho Verde – São Gonçalo do Rio das Pedras. O horário de partida geralmente é às 13:00 horas (Saindo de Serro) . Porém indicamos aos interessados ligarem antes no terminal rodoviário do Serro, ou na Viação Transfácil, fone (38) 3541-4091 para confirmação destas informações.

De carro:




Belo Horizonte 344 km
São Paulo 892 km
Rio de Janeiro 761 km
Brasília 774 km
Montes Claros 321 km
Serro 26 km
Diamantina 52 km







MAPA TURÍSTICO



Nenhum comentário:

Postar um comentário